Macaco Louco

Rámakrishna foi um importante sábio hindu que viveu na Índia entre o final do século XIX e o início do século XX. Ele comparava a mente humana a um macaco louco, irrequieto, que tivesse bebido álcool, sido picado por um escorpião, e a quem tivesse sido ateado fogo.

Fiz um exercício legal de registro das dispersões da minha mente e encontrei um macaco muito louco! O lance era escrever sem parar, automaticamente, tudo o que viesse à cabeça. Veja só o que aconteceu:

A primeira frase virá sozinha, foi isso o que eu li. Não sei se vai vir sozinha. Acabei usando a mesma frase do livro, mas tudo bem, porque faz sentido. Daí a gente escreve sem parar, sem parar para ler, sem parar para pensar, sem parar para corrigir, sem parar, sem parar… tem que deixar a mente escrever. As mãos são apenas os instrumentos que vão traduzir os pensamentos em palavras. As mãos têm que ser tão rápidas quanto os pensamentos, e os pensamentos vêm e não param de vir. Os pensamentos são o alimento da mente. Quando se quer aprender a meditar deve-se aprender a parar a mente, a parar os pensamentos. Só assim se acessa a intuição, intuição linear, que é um estado mental onde acontece a meditação. Mas por que meditar? Para que serve a meditação? Não quero responder essas perguntas. Quero apenas escrever sem parar sobre tudo, sobre a vida, sobre mim, sobre nada. Essa semana será o meu aniversário e eu encomendei um bolo de Kit Kat de uma amiga dos meus filhos que montou uma confeitaria e está fazendo bolos lindos. Espero que também sejam gostosos. O bolo de Kit Kat tem Kit Kat em toda a volta e é coberto com um monte de confetes coloridos. O Mau acabou de me interromper para me perguntar o que é o galhinho de folhas que ele estava segurando. Ele está fazendo o molho do macarrão e quer colocar manjericão, mas o que ele estava segurando eu não sei o que é, hahahaha. Eu fiz o macarrão e ele está fazendo o molho. Estou com saudades do Biel. Estava tão gostoso o final de semana com todos os filhos aqui comigo, daí ele foi embora e ficou me faltando um pedaço. Que mais vou escrever? Deixe ver, não sei direito. O Mau voltou com outro galho, agora acho que é o manjericão. Espero que o molho fique bem gostoso. Meu nariz está entupido e estou com dor nas costas. Ontem passei o dia de pijama e de cama. Foi chato. Hoje acordei melhor, consegui sair da cama e tirei o pijama, mas ainda estou com dores. Não consegui ir correr, nem ontem e nem hoje. E amanhã não sei se irei para poder sarar bem e não regredir. Mas é muito chato porque eu já estava embalando no treinamento para as corridas. O Ní foi com o Mau na academia ontem e gostou. Voltou feliz e me deu um abraço apertado. Acho que acabou o assunto de novo. Meu gatinho Haroldo está dormindo aqui perto de mim, na minha cama. Ele é muito fofo, amarelo com listras brancas e olhos cor de mel. Ele e a Olívia, minha outra gata, vivem se estranhando, mas se adoram. Estou ficando com fome e com vontade de comer macarrão. É macarrão integral. Agora só compramos massa integral. Ainda faço arroz branco, mas só para o Mau, pois todo mundo prefere o arroz integral, o que foi uma surpresa muito boa para mim, pois quando a nutricionista falou para dar preferencia para o arroz integral, achei que nenhum dos meus filhos fosse gostar. No entanto, a primeira vez que fiz, não sobrou nada, todos comeram!

O almoço ficou pronto, eba. Agora vou comer.

Anúncios

Um comentário sobre “Macaco Louco

Deixe aqui o seu comentário :)

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s