O Diferente e a Diferença

 

Imagine se pudéssemos olhar nossa vida do ponto de vista do momento em que morremos. Imagine se agora fosse esse momento: o fim.

O que ficou de nós na memória das pessoas que partilharam o nosso caminho? Que legado deixamos?

Fizemos a diferença no mundo? Fizemos a diferença na vida de alguém?

A beleza de estar vivo mora no que nos dispomos a doar a outro ser humano: nosso tempo, nossa companhia, nosso sorriso, nosso carinho, nossa atenção, nosso calor. E então, quando faltarmos, o que ficará nas pessoas que nos conheceram é um coração transbordante de afeto, uma doce lembrança que nutre a alma e engrandece o mundo, um afago carinhoso da memória da sua ausência.

Às vezes me sinto assim, com a alma doce e o coração transbordando.

Há pessoas na vida que têm esse encanto de fazer a diferença. Há os que já passaram por nós, mas deixaram um rastro de purpurina para trás, colada no peito; há os que nunca vieram, mas que soubemos de longe, que conhecemos por música, poesia ou arte, e cujas existências trouxeram brilho aos nossos olhos, sabor aos nossos beijos e aconchego ao nosso abraço. Quero ser como eles.

Um dia, quando você partir, vai olhar lá da frente para trás.

Tem gente que é diferente.

Tem gente que faz diferente.

E tem gente que faz a diferença.

 

Anúncios

Deixe aqui o seu comentário :)

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s