A Crônica Dos Outros

SAM_4994 (680x510)

 

Quis evitar teus olhos mas não pude reagir. Seu olhar é simplesmente lindo, quero amar você. Vamos luzir a madrugada, menino bonito, e se eu me apaixonar, deita e aceita eu.

Eu levava uma vida sossegada e agora só penso se você me quer. De noite, na cama, eu fico pensando se você me ama. Por favor, não leve a mal, eu só quero que você me queira. Não deixe tanta vida pra depois, apenas te peço que aceite o meu estranho amor.

Eu gostava de sombra e água fresca e agora não vejo a hora de lhe dizer aquilo tudo que eu decorei. Então se toque. Pega logo no meu pelo, não vale a pena esperar.

Beija eu, beija eu, beija eu, me beija.

E depois do beijo que eu já sonhei, não me diga nunca não. Ah, neguinho, deixa eu gostar de você, respeite o meu louco querer. Deixa o que seja ser.

Teu corpo combina com meu jeito, seu carinho me arrepia. Me dê a mão, venha me beijar, meu doce vampiro, vem ser a minha estrela. A noite é linda, me espera adormecer, eu quero amanhecer ao seu redor. Nós dois fomos feitos muito pra nós dois, receba meu corpo no seu corpo, meu bem, me dê sua atenção.

Tudo aqui quer me revelar, você vai sentir. Eu sou cigana, tomo banho de lambida. Mando na minha cabeça. Deixa que eu seja eu e aceita o que seja seu, não tenho dono.

Eu me sinto enfeitiçada, correndo perigo. Tudo em mim quer me revelar. O que eu procuro, o que eu rejeito, meu medo é você pensar que eu sou superficial. Vê se não vai debochar da minha confusão.

Um dia desses eu me mando pra um lugar onde a gente pode se deitar no campo e se amar na relva escutando o canto dos pássaros. Enquanto isso não se esqueça, eu te amo. Eu te amo. Eu te amo, pra lá do meu coração.

Molha eu, seca eu, anoiteça e amanheça eu.

De que vale o paraíso sem amor? Pra mim não adianta tanta coisa sem você. Não quero água, não quero sugar todo seu leite, a sede de te amar me faz melhor.

Vem, que o tempo pode afastar nós dois. Se você não vem comigo, nada disso tem valor. Deixa que eu seja o céu, preciso tanto me fazer feliz. Quero ouvir a sua voz, andar despreocupada sem saber a hora de voltar, gozar a liberdade de uma vida sem frescura.

Não quero você enfeite do meu ser, porque o amor não é só distração. Lutemos pelo direito ao nosso estranho amor.

Eu não sei por quanto tempo eu tenho ainda que esperar. De dia eu faço graça pra não dar bandeira, olho e não vejo nada, nem sinto meus pés no chão. Mas quando um certo alguém desperta o sentimento… Não me salvo porque não me acho, meu grito, meu beijo, meu jeito de desejar. Já nem sei se gosto mais de mim ou de você.

Ando meio desligada, mas se eu sentir que nós estamos juntos, vou abrir a porta pra você entrar.

Me acostumei com você. Beija a minha boca até me matar, de amor.

 

Anúncios

Deixe aqui o seu comentário :)

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s