sopro
arte de Tina Zani

 

não gosto muito de vento. não gosto exatamente de sentir o vento. mas gosto de gostar do vento. a imagem do vento que balança as árvores, carrega as nuvens, levanta as saias é encantadora. a palavra vento também é legal. ventania. ventilador.

a ideia de algo cheio de vento, como se fosse possível prender o vento. pastel de vento, por exemplo, não tem vento dentro, tem vazio e, nesse caso, vento tem também o sentido de espaço, de oco, de nada, vazio. mas é um vazio com sentido, com intenção, com movimento. contraditório, mas divertido.

e quando se combina vento com lua, fica parecendo que vai nascer uma poesia. são duas palavras com grande potencial poético.

vento. poeira levantada para dentro dos olhos. cabelos embaraçados cobrindo a cara e entrando na boca. espaço. vazio. oco. ausência que tem presença. alvoroço. arrastão. carregamento de coisas leves.  mão segurando a saia para não mostrar a bunda.

vento que traz perfumes alheios, folha de árvore, papel amassado. vira a página do caderno. sacode a cortina da janela. tilinta os sinos. inclina a água da chuva. arrepia a pele do corpo. crispa as ondas do mar. empurra o barquinho à vela. gira cata-ventos coloridos. carrega as telhas das casas. recheia pasteis. assobia pelas frestas. bate portas entreabertas. abre portas fechadas. espalha o aroma do café.

rodopia. afunila. assopra. canta. leva embora as roupas do varal.

o vento. o ar em movimento. invisível. sentível.

em dia de vento, nada fica no lugar. nem guarda-chuva, nem guarda-sol. chapéu na cabeça, só se estiver amarrado. até os óculos são arrancados quando se vira a cabeça de lado.

vento ventila. limpa ar viciado. purifica ambientes fechados. areja dia abafado.

de vez em quando é bom sentir o vento na cara, que nem cachorro na janela do carro. de vez em quando é bom deixar o vento carregar coisas para lá e trazer outras coisas para cá.

mudou o vento. entrou um vento do mar. virou o vento. chegou um vento polar.

vento noroeste. pé de vento. swell.

de vez em quando é bom deixar o vento ventar, sacudir, balançar e tirar tudo do lugar.

em dia de vento tem pipa no céu.

bons ventos nos soprem alegrias.

Tina Zani

♥♥♥

Obrigada pela visita. Se você gosta dos meus textos, considere compartilhá-los ou adquira um livro meu 😀

Descabelando-se Entre Penteadinhos

Anúncios

Deixe aqui o seu comentário :)

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s