invasão

sigo pensando sem querer sigo.

assuntos ocupam abrem portas delicadamente fechadas

invadem mansos preenchem espaços de paz agitam as ondas lisas do mar.

seguem penetrando

pelas frestas dos olhos

para dentro pelos poros para dentro pela língua para dentro pela narina

inundam alagam

cobrem tudo com cera

parafina.

sufocam paralisam enclausuram.

 

quero fogo para derreter.

 

Tina Zani

Anúncios

Um comentário sobre “invasão

Deixe aqui o seu comentário :)

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s