tem dias

tem dias em que acho que nada está bom, nada está fácil, nada está gostoso, tudo me atrapalha e eu só queria perder meu olhar nas ondas do mar.

tem dias em que as coisas não dão certo, as palavras não são adequadas, o sorriso está errado, eu me sinto um fracasso e só queria dormir, dormir, dormir e não acordar.

tem dias em que não consigo escrever, não consigo desenhar, não consigo agradar, não consigo nem me relacionar e quando olho as coisas que fiz, acho tudo uma droga e eu só queria boiar numa nuvem perto do sol.

tem dias em que penso que eu deveria ter habilidades que não tenho e que levam tempo para aprender e não vou aprender imediatamente e tudo parece difícil, parece que não vai dar, que não vou conseguir e eu só queria sumir daqui.

tem dias em que me sinto sozinha, que ninguém me entende, que não entendo ninguém e eu só queria caminhar bem quietinha na areia gelada da lua.

tem dias em que o papel amassa, a tinta acaba, a ponta quebra, o scanner não funciona, o computador não obedece e eu só queria ser índia e viver pelada, toda pintada.

tem dias em que perco a hora, perco a paciência, perco o bom-humor, perco o amor e eu só queria não perder nada e levar tudo junto comigo.

tem dias em que não quero me mover, não quero sair do lugar, não quero nem falar. quero ser árvore e balançar e tomar chuva e tomar sol e me enfiar fundo no chão morno e derrubar minhas folhas e florescer e deixar as formigas passearem no meu tronco e os passarinhos fazerem ninho nos meus galhos e chorar seiva derramada em pingos de cola no para-brisa dos carros.

Tina Zani

♥♥♥

make bad stuff *

A última página do meu caderninho que chegou ao fim. É creme e é cremosa porque é triste o fim. Tem as bordas arredondadas e palavras que escrevi nela sem saber que era a última, antes de saber que era o fim. É um pouco mais grossa que as outras e tem uma textura fosca, gostosa de sentir e ver. É o fechamento de um ciclo. A última nota de um concerto, o encerramento de um tempo, o baixar as cortinas e apagar as luzes e ir embora com as impressões na memória. Seu avesso tem um rasguinho onde ela se emenda com a capa dura com desenhos de flor e cor-de-rosa queimado. Um respiro. Um deixar o tempo passar, a vida fluir e o ar entrar. Não está suja, nem limpa e tem algumas marcas no canto inferior, como impressões em baixo relevo.

As palavras que escrevi antes de saber que tinha acabado me lembram de não ser boba. Me dizem para desapegar, sacudir as ideias e acreditar. Me contam que o bom é melhor do que o não feito e que a expectativa só diz respeito a mim e a mais ninguém. Me mostram que é mais importante fazer do que não fazer.

A última página do meu caderninho tem em si toda a saudade que vou sentir do caderninho. E tem também a chance do recomeço. Tem o reinício. O adeus e o olá, como vai – ao mesmo tempo. Os dois lados da moeda.

A fitinha rosa choque que marcava a nova página em branco, agora vai dormir sossegada, aposentada entre palavras, desenhos, pensamentos e garranchos que já passaram e um dia rabisquei em seus papeis.

Meu caderninho chegou ao fim. Acabou.

As palavras que escrevi, sem saber que seriam as últimas em sua última página dizem assim:

 

Make bad stuff.

Make bad stuff.

Have a low bar.

Make the worst thing you can make. *

 

Sábias palavras.

Tina Zani

♥♥♥

 

*palavras que transcrevi da entrevista concedida por Austin Kleon à Chase Jarvis.

cabe°em°mim°

Um bilhetinho teu me avisando que saiu cabe em mim.

Um sinal de que você pensou em algo além da tua própria existência também cabe em mim.

Tomar a iniciativa e se interessar pelo paradeiro das crianças, cabe em mim, mesmo que seja apenas para me informar das ações que eu mesma terei de assumir e executar, mas não simplesmente se esquecer do fio da meada e ir resolver tua vida, deixando tudo para eu pensar quando chegar.

Uma fala atenciosa cabe em mim, assim como um elogio ao prato especial que preparei para você cabe perfeitamente em mim. Um beijinho cuidadoso e menos rápido cabe em mim também.

Cabe muita coisa em mim. Lembrar que eu existo e que, como você, tenho meus próprios compromissos e preocupações pessoais, por exemplo, cabe bem em mim. Também cabem a tua alegria, a tua delicadeza, o teu sorriso, o teu cuidado.

Cabe em mim o teu cansaço, quando é manso. O teu descontentamento, quando é respeitoso. O teu dia todo atribulado, quando tem consideração. As tuas responsabilidades, quando tem um olhar em torno. As tuas preocupações pessoais, quando tem empatia. Os teus interesses, quando tem convivência. O teu estresse, quando tem atenção. A tua bagunça, quando tem colaboração. O teu tempo todo ocupado, quando tem interesse pelo meu tempo todo tomado. A tua cabeça cheia de coisas, quando você olha e me enxerga. O teu celular que não para de fazer fiu-fiu, quando você me ouve. O teu silêncio, quando você aceita a minha presença. As tuas certezas, quando há troca. A tua ausência, quando você se faz presente.

Cabem em mim, sim, o teu carinho respeitoso, os teus sentimentos inexplicáveis, as tuas lágrimas engolidas escondidas, as tuas dúvidas, os teus fracassos, as tuas inseguranças, as tuas dificuldades, a tua fragilidade, as tuas tristezas, a tua vontade de jogar tudo para o alto e desaparecer por aí, os teus sonhos reprimidos.

Cabe em mim o teu grande amor às vezes não demonstrado, aí dentro, apertado, querendo se expandir e aparecer, precisando crescer para todos os lados, por todos os espaços livres e ocupados, para dentro, para fora, para mim e para tantas outras gentes.

Cabe em mim aquela carta doce que você me enviou. Também cabem a nossa história juntos, os momentos bons e não tão bons, as lembranças, os dias que virão e tudo o que já esquecemos.

Cabe em mim te conversar, te contar, te cantar, te sorrir, te dar beijos, te ouvir, te escrever bilhetes, te ajudar com a lista de supermercado, te ler as mensagens que me envia, te arrepiar, te participar, te fazer poesia, te desenhar, te enxergar, te acompanhar, te levar junto comigo, te respeitar, te dar minha atenção e o meu carinho, te saber existir, te amar. Cabe em mim te pensar, te sentir meus sentimentos inexplicáveis, te saber minhas lágrimas engolidas, te conhecer minha fragilidade, minhas dúvidas, minhas tristezas, minhas inseguranças, meus sonhos escancarados, minha vontade de jogar tudo para o alto e fugir com você.

Para bom entendedor, nenhuma palavra já basta.

 

Tina Zani

♥♥♥

*pensa em coisas gostosas*

pensa na praia se você gosta de praia. na areia no mar no céu azul e no sol brilhando e carinhando suavemente a sua pele. pensa em nadar pelado e sentir a água molhando todos os cantos do seu corpo. pensa em rolar na areia, andar descalço deixar os cabelos voarem no vento pular ondas e pegar jacaré. pensa em fazer castelo de areia catar conchinhas mergulhar na água salgada tomar água de coco e cochilar na sombra de uma árvore feliz.

pensa em montanha se você gosta de montanha. numa cachoeira de águas fresquinhas massageando as suas costas os seus ombros as suas pernas meio cansadas as suas ideias um pouco confusas. pensa em tirar toda a sua roupa e nadar no riacho de águas cristalinas afundar respirar boiar. pensa nos seus pelos cheios de gotinhas brilhantes que nem cristais e no verde das árvores que te envolvem e te protegem e te dão manga goiaba abacate e passarinhos pra te acalentar.

pensa em amor. em abraço apertado em corpo com corpo em sorrisos branquinhos e cheios de dentes em cabelos cheirosos olhos nos olhos e mãos dadas. pensa em balançar numa rede e jogar conversa fora em tomar vinho e falar de besteiras engraçadas em contar as estrelas e olhar a lua. pensa em falar uma coisa bonita pra alguém em fazer um elogio surpresa em dar um beijo numa bochecha macia em cheirar um cangote e apertar outro ser humano em seus braços cheios de carinho.

pensa em amigos em amizade em alegria e em fazer companhia. pensa em intimidade em contar segredos em compartilhar a si mesmo em aceitar um agrado. pensa em levar coisas boas e deixar coisas muito melhores.

pensa em fazer outros olhos brilharem e outro coração sorrir porque você estava lá, porque você passou por ali, porque você escreveu aquela mensagem compartilhou aquela foto tocou aquela música escolheu bem as palavras e fez um dia muito melhor na vida de alguém.

porque o mundo precisa desse tipo de delicadeza.

 

Tina Zani

♥♥♥

às segundas-feiras, o sol bate mais alegre na sua janela

bom dia, segunda-feira ♥

  1. para momentos difíceis, pequenos prazeres.
  2. ficar longe também é bom e dá saudade.
  3. faz dos preparativos para o retorno uma fonte de delícias.
  4. diz o que quer dizer.
  5. o que passou, passou e a gente segue em frente.
  6. o tempo é um bom remédio.
  7. sorri. sorri. e sorri outra vez. para si e para mais alguém.
  8. dormir bem para acordar melhor ainda.
  9. a vida é sábia.
  10. vai ficar tudo bem.

Tina Zani

♥♥♥