Com Gosto de Agosto

Com gosto de agosto.
Crédito da Foto: Tina Zani

 

Já passamos da metade do ano. Agosto acabou de nascer.

2015 está apressado, batendo as asas com força e voando rápido sob o sol e ao sabor do vento.

Já é tempo de aproveitar o impulso e avançar na estrada que nos leva pra onde queremos ir.

Já é tempo de dar o próximo passo e andar nas nuvens e, se as nuvens não nos convêm, é tempo então de mudar de caminho.

Agosto chegou. São 150 dias para o fim do ano.

Já é tempo de pensar bem e deixar um sorriso boiando na face para os olhos brilharem.

É tempo de correr alguns riscos e se apaixonar por nós mesmos; de fazer-nos livre, fazer-nos música, fazer-nos amor.

Agosto já está aqui.

É mais que tempo de mudar a nós pra mudar o mundo. Celebrar a vida que bate no peito, comemorar cada dia que nasce e toda noite imensa. Falar bobagens com amigos, molhar o rosto na chuva, abrir os braços num abraço macio, respirar, recomeçar, levantar.

Esse é o momento, não há outro.

Ontem já foi e amanhã não existe ainda.

Já é hora de viver, de sonhar, de realizar.